VOZES & DOSES

VOZES & DOSES
Olá graça e paz! O Vozes & Doses é um blog sem fins lucrativos que visa o aperfeiçoamento e edificação dos seus leitores e seguidores. O intuito primário deste site é apregoar e ministrar o evangelho ensinado por Cristo Jesus de forma simples e séria. O Vozes & Doses serve também como ferramenta de ajuda homilética e hermenêutica para pastores e professores. Sendo assim seja muito bem vindo e desfrute ao máximo das mensagens e devocionais aqui contidos. Grande abraço e que Deus te abençoe ricamente. Wellington R Costa (Editor do Vozes & Doses)

terça-feira, 9 de julho de 2013

MARAVILHOSA GRAÇA RAZÃO DA NOSSA IDENTIDADE EM CRISTO


SÉRIE EFÉSIOS
Texto: Efésios 2:1,10
Paulo segue em sua epistola aos Efésios explicando de forma clara e sistemática a razão da nossa fé. Ele nos revela as bases da nossa salvação através de Cristo e nos conduz a descoberta da nossa própria identidade. No capitulo anterior dos versos de 3 a 14 estudamos a respeito da nossa posição em Cristo como escolhidos e selados. Descobrimos através de Efésios que a nossa posição em Cristo se inicia em DEUS! Ele é a origem da benção. Em CRISTO fomos abençoados com a redenção! É através dEle que somos eleitos, escolhidos, predestinados e agraciados com a salvação. É também através dEle que somos abençoados e selados com o ESPIRITO SANTO. E que através do Espirito Santo passamos então a possuir o selo divino e a garantia de que a nossa salvação esta segura. Isto é tão profundo e tão vital para a nossa fé cristã que Paulo ainda no primeiro capitulo dos versos de 15 a 23 faz questão de reforçar todo este ensino através de uma linda oração intercessória pedindo a Deus que conceda aos irmãos em Eféso o Espirito de Sabedoria e Revelação no pleno conhecimento de Deus. Ele também ora pedindo para que os olhos do coração destes irmãos fosse iluminados e que Jesus Cristo reinasse a cada dia mais na vida deles como o cabeça da igreja. O capitulo dois a qual lemos Paulo segue nos explicando como se dá este processo em nossas vidas. Ele fala sobre o efeito, a causa e a consequência da nossa genuína identidade em Cristo. Iniciaremos com a:
I-NOSSA CONDIÇÃO ANTES DA RECONCILIAÇÃO (vs. 1 a 3)
Estes três primeiros versículos resumem os três primeiros capítulos de Romanos. E com toda a certeza é o que a humanidade tem mais dificuldade de ouvir, acreditar e aceitar. Com relação a isto o pastor Ary Veloso dizia que: Não temos uma visão realista sobre o verdadeiro desespero da nossa condição sem Cristo e esta só nos é revelada por Deus ao abrir nosso entendimento para a Sua Palavra. 
a) Antes da nossa reconciliação estávamos mortos
1  E VOS vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados,
Paulo aqui apresenta o estado espiritual de todo àquele que não conhece a Deus. Estes são considerados mortos por causa da indiferença.
b) Antes da nossa reconciliação éramos escravos e filhos da desobediência
2  Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência.
c) Antes da nossa reconciliação estávamos condenados e éramos filhos de ira
3  Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também.
Sendo assim antes da nossa reconciliação com Deus estávamos mortos em ofensas e pecados; por está causa andávamos escravizados segundo as regras deste mundo, pois o espirito que operava em nós era o da desobediência. As consequências de tudo isto é a separação de Deus e por isto éramos chamados de filhos da ira. MEDIANTE TUDO ISTO DEUS:
II- DECIDE EM SUA INFINITA MISERICÓRDIA SALVAR E LIBERTAR A HUMANIDADE (vs. 4 a 6)
4 Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou,
a) Nos amou e nos vivificou através da sua infinita graça
5  Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos),
b) Nos ressuscitou e santificou através do sacrifício de Cristo
6  E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus;
III- O PROPOSITO E O PORQUÊ DE DEUS EM FAZER TUDO ISTO FOI:  (vs. 4,7 a 8)
a) Nos revelar a sua benignidade e soberania
7  Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus.
b) Seu amor incondicional
4b ...pelo seu muito amor com que nos amou
c) Sua infinita misericórdia e graça
8  Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.
IV- DEUS REALIZOU TUDO ISTO: (vs. 5, 8 a 10)
a) Para nos deixar bem claro que isto não vem de nós
...e isto não vem de vós, é dom de Deus. 9  Não vem das obras, para que ninguém se glorie;
b) Para nos revelar que é graça por meio da fé nEle
5  Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos),
c) Para  nos fazer saber e conhecer nossa real identidade em Cristo
10  Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.
d) E finalmente para nos deixar um referencial a quem seguir
...criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.

A ORAÇÃO DE PAULO É TAMBÉM A MINHA!


SÉRIE EFÉSIOS
Texto: Efésios 1:15,23
A carta aos Efésios expressa de maneira surpreendente está oração linda de Paulo. Revela-nos o seu senso de valores e o espelho de sua vida interior. Mesmo em cadeias Paulo tem o anseio de nos mostrar as bênçãos e a vida plena que possuímos em Cristo.
É por isto que ele começa com as palavras: "por esta razão" Paulo aqui está olhando para trás, para a passagem que já estudamos nos vs.3-14, isto é...
“Por esta razão”... 1) fomos escolhidos pelo Pai; 2) para receber a redenção e o perdão através do Filho e fomos então 3) selados pelo Espírito que é a garantia da nossa herança em Cristo. ... que oro por vocês, porque é preciso que vocês verdadeiramente entendam estas verdades!
Em outras palavras nos versos anteriores (1:1,14) Paulo nos ensina a respeito das ricas bênçãos que recebemos de Deus através da morte do Senhor Jesus Cristo. Ali entendemos que todas as bênçãos do Espirito! São dadas pelo o Pai! Se estamos no Filho e que a predestinação não exime o ser humano de sua responsabilidade de crer no evangelho. A partir do capitulo 1:15,23 Paulo intercede pedindo a Deus que abra os olhos dos nossos corações para que possamos discernir, saber e celebrar a salvação que possuímos no Pai através do selo do Espirito Santo.  Paulo em sua oração pelos irmãos em Éfeso não pede por bênçãos matérias, mas clama a Deus que abra a mente, os olhos do coração deles para que eles entendam e celebrem aquilo que já possuem. Paulo em sua oração mostra também qual deve ser o anelo do nosso coração quando oramos e intercedemos uns pelos os outros. Vejamos então o ponto de partida dele: Ele inicia a sua oração pedindo e suplicando a Deus que conceda aos irmãos em Eféso o espirito de:
I- SABEDORIA E REVELAÇÃO NO PLENO CONHECIMENTO DE DEUS
Efésios 1:17 Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação;
O desejo mais profundo e o anelo do coração de todo aquele que se achega a Deus deve ser conhece-lo mais e mais. Quanto mais conhecemos a Deus mais descobrimos a respeito da nossa identidade em Cristo.
É por isto que Paulo inicia sua oração pedindo que o Senhor nos conceda o espirito de sabedoria. Pois a mente natural, carnal e humana não é capaz de discernir as coisas espirituais. A mente carnal nos afasta da mente de Deus. Só o Espirito Santo é capaz de nos revelar os desígnios, à vontade e o proposito de Deus. Só o Espírito de Deus pode abrir as cortinas da nossa alma para entendermos suas riquezas insondáveis. É o pleno conhecimento de Deus que nos conduz a salvação. Jesus em sua oração disse: E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste. (João 17:3) É o pleno conhecimento de Deus que nos conduz a vida plena de Cristo. Filipenses 3:10 Quero conhecer a Cristo, ao poder da sua ressurreição e à participação em seus sofrimentos, tornando-me como ele em sua morte (NVI) É o pleno conhecimento de Deus que nos conduz a conhecermos quem realmente somos e a termos comunhão uns com os outros 1 Coríntios 13:12  Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido. Paulo tem o desejo que a Igreja conheça a Deus em sua plenitude. Isto não significa ser um simpatizante, ou conhecer a respeito de Deus, ou ter ido para o seminário, ou frequentar uma igreja por causa dos amigos. Mas é conhecê-lo, relacionar-se, ter comunhão e intimidade com Ele. Paulo continua a sua oração intercessória pedindo:
II- QUE OS OLHOS DO CORAÇÃO DE SEUS LEITORES SEJAM ILUMINADOS
Efésios 1:18 Tendo iluminados os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos;
John Stott nos explica que “na linguagem bíblica, o coração é o completo eu, que consiste da mente bem como da emoção. Portanto, os olhos do coração são simplesmente nossos “olhos interiores”, que precisam ser abertos ou iluminados antes de podermos compreender a verdade de Deus.”
Sendo assim fora da obra do Espirito Santo os olhos do coração são cegos. É por isto que muitos vivem sem esperança e não existe nada pior do que viver por viver. A desesperança é o que destrói muita gente. Na época de Paulo muitos se encontravam assim. O mundo naqueles dias era marcado por grande violência, idolatria e perversidade, a humanidade vivia sem esperança e os seus valores morais e éticos estavam comprometidos. Paulo expressa isto em Efésios 2:2 Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência. Paulo aqui encoraja os irmãos e a igreja, a saber, conhecer e a buscar incessantemente:
a) A ESPERANÇA DO CHAMADO DE DEUS: Não existe nada mais importante do que conhecer o nosso chamado. Uma pessoa que vive sem esperança fica vulnerável as ciladas da vida, dos seus próprios fantasmas da mente, e do diabo. Uma prova disto é uma expressão popular que dizia: “Nunca ter nascido é a maior felicidade; a segunda semelhante a está é morrer ao nascer”. Queridos a nossa esperança não será concretizada apenas na ressurreição quando Cristo voltar, mas está se realizando neste momento, pois estamos gradualmente nos transformando em novas criaturas Cristo!
2 Coríntios 4:16,18  Por isso não desfalecemos (desanimamos); mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia. Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente; Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas.
A esperança do nosso chamado nos conduz para:
b) AS RIQUEZAS DA HERANÇA DE DEUS: A fonte de nossa esperança é conhecer as riquezas espirituais de Deus. É conhecer a vida eterna e o lugar que Ele tem preparado para aqueles que pertencem a Ele. É saber que o Deus Pai nos escolheu e nos adotou; que o Deus Filho nos redimiu e nos perdoou e que o Deus Espírito Santo nos selou e nos deu o seu penhor que é a garantia da vida eterna. Efésios 1:12,13 Com o fim de sermos para louvor da sua glória, nós os que primeiro esperamos em Cristo; Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa. Paulo ora para que os olhos dos nossos corações sejam iluminados com:
c) O GRANDE PODER DE DEUS MANIFESTADO NA RESSURREIÇÃO E EXALTAÇÃO DE CRISTO: Efésios 1:19,20 E qual a sobre excelente grandeza do seu poder sobre nós, os que cremos, segundo a operação da força do seu poder, Que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos, e pondo-o à sua direita nos céus. Isto significa que: Se o chamamento aponta para o passado, a herança que temos nEle aponta para o futuro. Em Cristo nós somos a riqueza de Deus. O presente de Deus. Nós somos o tesouro de Deus. A menina dos olhos de Deus, a delícia de Deus. Somos filhos, herdeiros, co-herdeiros, santuários, e ovelhas do aprisco de Deus. Finalmente Paulo ora para que conheçamos o poder de Deus em nossas vidas e QUE:
III- CRISTO REINE EM NOSSAS VIDAS COMO O CABEÇA DA IGREJA
Efésios 1:21,23  Acima de todo o principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo o nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro; E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja, Que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos.
Isto significa a preeminência de Cristo sobre a igreja. Deus estabeleceu uma relação singular entre Cristo e a igreja. E Paulo ora para que os irmãos em Éfeso entendam, vivam e pratiquem esta verdade linda.
Charlie C Ryrie disse: Está Igreja universal demonstrada por Paulo aqui é o lugar á qual todo o Cristão verdadeiro pertence, não importando á qual igreja local esteja filiado. É um organismo espiritual no qual cada membro ingressa por meio do batismo com o Espirito Santo. 1 Coríntios 12:13  Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito. Cristo é o Senhor ressurreto da Igreja e seus membros estão sujeitos a Ele. Sendo assim: Cristo como Cabeça da Igreja sublinha três coisas: 1) Cristo tem autoridade suprema sobre a igreja: Ele a governa, guia e dirige; 2) Entre Cristo e a Igreja existe uma união vital: Uma união tão íntima e tão real como é a da cabeça com o corpo. É uma união íntima, terna e indissolúvel; 3) A igreja é inteiramente dependente de Cristo: A vida, o poder, e tudo quanto é necessário a existência da igreja deriva de Cristo. A igreja é a plenitude de Cristo.
CONCLUSÃO
Paulo orou pedindo e suplicando a Deus que concedesse aos irmãos em Eféso o espirito de: SABEDORIA E REVELAÇÃO NO PLENO CONHECIMENTO DE DEUS; QUE OS OLHOS DO CORAÇÃO DELES FOSSEM ILUMINADOS E QUE CRISTO REINE A CADA DIA MAIS EM NOSSAS VIDAS COMO O CABEÇA DA IGREJA. Sendo assim:
1) À luz do que Paulo pediu, como você avalia a sua vida espiritual? Você tem usufruído as riquezas que você tem em Cristo?
2) Você tem crescido no relacionamento íntimo com Deus? Você conhece mais a Deus? Você tem fome e sede de Deus?
3) Você compreende a esperança do seu chamado: de onde Deus o chamou, para que Deus o chamou e para onde Deus o chamou?
4) Você compreende o quão valioso você é para Deus?
5) Você tem experimentado de forma prática o poder da ressurreição na sua vida?[1]



[1] Está mensagem foi adaptada dos seguintes estudos: Estudo de Efésios do pastor Ary Veloso; da Bíblia Anotada com o comentário de Charles C. Ryrie, da Bíblia Plenitude; e do sermão do Reverendo Hernandes Dias Lopes, Você sabe quão rico você é? http://www.hernandesdiaslopes.com.br/

NOSSA POSIÇÃO EM CRISTO COMO ESCOLHIDOS E SELADOS


SÉRIE EFÉSIOS
 
Texto: Efésios 1:3,14; Ler textos de 1,3

Em grande parte dos escritos de Paulo, ele faz questão de deixar claro a posição daqueles que nasceram de novo em Jesus Cristo. Ele inicia a sua carta endereçada a igreja em Éfeso dizendo: aos santos que estão em Éfeso, e fiéis em Cristo Jesus. Os santos do Novo Testamento eram pessoas como nós, que lutavam com problemas em suas famílias e locais de trabalho, os mesmos problemas emocionais e espirituais que nós vivenciamos, porém tomaram a decisão de viver de maneira diferente: para Deus. Quando tratamos deste assunto sobre nossa posição em Cristo, está é a primeira coisa que precisamos entender com relação a nossa identidade. Está é a posição a qual estamos diante do Pai, através da morte de Cristo e o derramar do seu Espirito.
Paulo aqui nos chama de Santos mesmo sabendo e reconhecendo que vivemos em luta constante com o pecado. Mesmo sabendo que o pecado mora em nós e que existe em nós uma parte temporal que luta e milita contra a nossa parte eterna. É por isto que ele mesmo disse: De maneira que agora já não sou eu que faço isto, mas o pecado que habita em mim. Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. Romanos 7:17,21 
Aqui Paulo nos revela sua maior luta e está é a luta constante daquele que é santo em relação ao pecado. Gostaria de compartilhar com você o processo que nos torna santos. Homens e mulheres separados e salvos por Deus através da morte de Cristo. Vejamos então alguns princípios que Paulo nos mostra neste primeiro capitulo de sua carta. Nossa posição em cristo como escolhidos e selados.
I-INICIA-SE EM DEUS, ELE É A ORIGEM DA BENÇÃO
Efésios 1:3 Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo;
No texto original os versos de 3 a 14 formam uma só frase. Uma frase longa e magnifica que expressa às funções do Pai do Filho e do Espirito Santo! Paulo começa com quem está por trás de toda benção: o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Esse é o ponto de partida dele. E com toda a certeza deve ser o ponto de partida de todo aquele que se tornou uma nova criatura em Cristo. Através da nossa posição em Cristo encontramos vida. Encontramos a vida que Adão e Eva perderam quando pecaram. O motivo que nos torna santos se da ao fato de que Jesus nos deu vida espiritual. Ele mesmo disse: Eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância. João 10:10 Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim viverá, ainda que esteja morto." João 11:25.
Sabemos que Deus é um só como dito em Deuteronômio 6:4 Ouve, Israel, o SENHOR nosso Deus é o único SENHOR. Sabemos também que Ele é onipotente, onisciente e onipresente, e que se revela em três pessoas distintas. O apostolo Paulo disse: A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo seja com todos vós. Amém. (2 Coríntios 13:13)  Em Mateus 3:16,17 diz:  E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele. E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo. Deus é um só manifestando-se em três pessoas distintas com funções também distintas. 1) O PAI é o Criador, o Sustentador do Universo e da humanidade, Ele é a fonte de benção, redenção e salvação (João 3:16); 2) O FILHO é o redentor das nossas almas, o executor dos planos do Pai e 3) O ESPÍRITO SANTO é o mantenedor, aquele que convence o pecador do seu pecado e o conduz ao arrependimento, é Ele quem capacita e equipa a igreja para cumprir seu proposito e chamado na terra. É Ele também quem consola, derrama dons, e nos reveste de poder (Atos 1:8) Todas as bênçãos do Espirito! São dadas pelo o Pai! Se estamos no Filho! Sendo assim:
II- EM CRISTO SOMOS ABENÇOADOS COM A REDENÇÃO
Sabe por que?
PORQUE NELE FOMOS ESCOLHIDOS
Efésios 1:4 Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor;
O que nos torna eleitos é o fato de Deus ser soberano e conhecer todas as coisas. Deus sabe em sua onisciência e presciência que muitos viriam a crer nEle no futuro. O apóstolo Pedro disse: Eleitos segundo a presciência de Deus Pai. (1 Pedro 1:2a) Em outras palavras de antemão. Paulo expressa isto de forma muito objetiva quando escreve aos Romanos 8:29 Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. Isto significa que em Cristo nós:
a)      FOMOS PREDESTINADOS
Efésios 1:5 E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade,
Sendo assim a predestinação envolveu uma escolha de Deus que fora feita em amor, baseada no deleitamento da sua perfeita vontade. Ela não sugere um fatalismo que exclua alguns e inclua outros. O próprio apostolo Paulo disse: Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas. Romanos 2:11. A predestinação não exime o ser humano de sua responsabilidade de crer no evangelho. A redenção de Cristo nos torna também:
b)     AGRACIADOS E REDIMIDOS
Efésios 1:6,7 Para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado, Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça, Só podemos ser redimidos através do sangue de Jesus. Não existe outra maneira! A humanidade não pode se salvar por si só. A salvação é um dom de Deus que não contém nenhum mérito humano. Paulo expressa está verdade em Efésios 2:8,9 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie;
A redenção compreende de 3 ideias: 1) O pagamento do resgate com o sangue de Cristo. 1 Coríntios 6:20  Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus. 2) A remoção da maldição da lei. Gálatas 3:13  Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro; Paulo explica isto melhor em Gálatas 4:5  Para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos. 3) Libertação da escravidão do pecado para a liberdade da graça. Colossenses 1:14  Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados; Uma outra verdade a respeito da nossa identidade em Cristo é que:
III- EM CRISTO SOMOS ABENÇOADOS ABUNDANTEMENTE COM SABEDORIA E PRUDÊNCIA
Efésios 1:8 Que ele fez abundar para conosco em toda a sabedoria e prudência;
Isto acontece pois:
a)      ATRAVÉS DELE CONHECEMOS O MISTÉRIO DA SUA VONTADE
Efésios 1:9 Descobrindo-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito, que propusera em si mesmo, Através de Cristo temos os mistérios do Reino revelado. É através de Cristo que temos a oportunidade de compreender, viver e aplicar em nossa jornada de vida os mistérios de Deus como nosso criador. Pois:
TUDO COMEÇA E TERMINA NELE
Efésios 1:10 De tornar a congregar em Cristo todas as coisas, na dispensação da plenitude dos tempos, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra;
A palavra grega (οἰκονομία, oikonomia) significa literalmente "administração de uma casa", mordomia e "economia" sendo, portanto, uma certa maneira de Deus tratar com o homem, na administração variada dos Seus desígnios em diferentes épocas. Deus em sua soberania tem controle sobre tudo o que acontece. Ele sabe o tempo certo de agir, abençoar, conduzir todos os parâmetros da historia. E tudo isto Ele faz convergir em Cristo. Colossenses 1:16  Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. É por isto que:
NELE FOMOS FEITO HERANÇA (11)
Efésios 1:11 Nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados, conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade; Cristo é a nossa herança e nós somos a herança dele.
IV- EM CRISTO SOMOS ABENÇOADOS E SELADOS COM O ESPIRITO SANTO DA PROMESSA
Efésios 1:12,13 Com o fim de sermos para louvor da sua glória, nós os que primeiro esperamos em Cristo; Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa.
Como já dito antes: 1) todas as bênçãos do Espirito! São dadas pelo o Pai! Se estamos no Filho! 2) A predestinação não exime o ser humano de sua responsabilidade de crer no evangelho. depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa.
Para ser selado com o Espirito Santo é preciso crer no Evangelho da salvação
O ESPÍRITO SANTO é uma pessoa! Ele fala (Mateus 10:20); Ele ensina (Lucas 12:12); Ele conduz e guia (João 16:13); Intercede (Romanos 8:26,27); Entristece (Efésios 4:30); E Dá ordens (Atos 16:6,7). ELE É O PENHOR DA NOSSA HERANÇA. Efésios 1:14 O qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão adquirida, para louvor da sua glória.
Jesus foi crucificado ressuscitou e foi elevado ao Pai, mas não nos deixou só! O Espirito Santo é o penhor da nossa herança! Ele é o selo divino e a garantia que todo o cristão tem de que sua salvação esta segura. João 16:7,11  Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei. E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo. Do pecado, porque não crêem em mim;  Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais; E do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado.
CONCLUINDO
Todas as bênçãos do Espirito! São dadas pelo o Pai! Se estamos no Filho! A predestinação não exime o ser humano de sua responsabilidade de crer no evangelho.
ELAS INICIAM-SE EM DEUS, ELE É A ORIGEM DA BENÇÃO.
EM CRISTO SOMOS ABENÇOADOS COM A REDENÇÃO MEDIANTE A PALAVRA DO EVANGELHO.
EM CRISTO SOMOS ABENÇOADOS E SELADOS COM O ESPIRITO SANTO DA PROMESSA.[1]
 


[1] Estudo adaptado do material Freedom in Christ do autor Neil T. Anderson; Estudo de Efésios do pastor Ary Veloso; Bíblia Plenitude e Biblia Anotada com comentário de Charles C. Ryrie.
 

SÉRIE EFÉSIOS

SAUDAÇÕES AOS SANTOS E FIEIS EM CRISTO JESUS
Texto: Efésios 1:1,2 
Quando lemos uma carta ou recebemos um e-mail ou uma mensagem no celular a primeira coisa que buscamos saber é: Quem é o remetente? Quando recebemos algum bipe ou algum sinal de mensagem, ficamos logo curiosos em querer saber. Quem esta nos enviando a mensagem? Se esta é interessante ou não?
Às vezes quando lemos um livro apesar de sabermos quem é o autor e por mais que o assunto ou a introdução sejam interessantes na maioria das vezes tentamos pular o prefacio e os mais ousados pulam até a introdução indo direto para o primeiro capitulo. Evitamos as preliminares e nos adentramos na leitura correndo assim alguns riscos.
Muitos são assim com a sua leitura bíblica, pulam as genealogias, aquilo que acham que já leram no capitulo anterior e assim por diante. Gostaria de compartilhar com você hoje o valor e a riqueza que podemos encontrar quando nos adentramos no inicio de uma literatura. No nosso caso aqui e agora a Palavra de Deus. Sendo mais especifico a carta de Paulo aos Efésios. Um grande pregador e amigo pastor Rinaldo Texidor dizia que: Quando for  ler a Palavra, procure a mensagem que está por trás da letra.
Vejamos então como o autor de Efésios inicia sua carta e quão importantes são suas primeiras palavras. Ele inicia dizendo:
I- PAULO, APÓSTOLO DE JESUS CRISTO.
Sabemos que Paulo foi um exímio perseguidor da igreja em Atos 9:1,2 temos o registro de seu desejo impetuoso de prender homens e mulheres que professassem sua fé em Cristo. Ele respirava ameaças e mortes contra os discípulos do SENHOR, dirigiu-se ao sumo sacerdote.  E pediu-lhe cartas para Damasco, para as sinagogas, a fim de que, se encontrasse alguns daquela seita, quer homens quer mulheres, os conduzisse presos a Jerusalém.  Sabemos também que Paulo no seu intuito de perseguição acaba tendo um encontro pessoal com o Senhor Jesus no caminho de Damasco (Atos 9:3,4). Como ele mesmo nos diz em Gálatas 1:11,16, o Senhor Jesus apareceu a ele diretamente, ele não conhecia o evangelho por debatê-lo com outros apóstolos, mas por recebê-lo diretamente de Jesus Cristo! Note que ele não oferece outras credenciais, não se refere à sua formação aos pés de Gamaliel, nem a sua privilegiada origem hebréia (veja Atos 22:3 e Filipenses 3:4-6). [1] Paulo inicia a sua carta se apresentando como um apóstolo de Cristo. Como alguém que pertence ao Senhor. Um mensageiro e servo de Jesus. Servir a Deus é uma honra e um privilégio único que todo ser humano pode experimentar. A vida e a trajetória de Paulo também nos revelam que: I- RELIGIÃO DESPROVIDA DO AMOR DE CRISTO GERA MORTE AO INVÉS DE VIDA. Nos revelam também: II- QUAL É O TIPO DE AR QUE TÊMOS RESPIRADO e finalmente: TODO AQUELE QUE SE ENCONTRA GENUINAMENTE COM CRISTO NÃO SOMENTE É CONFRONTADO MAS É TOTALMENTE TRANSFORMADO.
Mas o que vem a ser um apóstolo de Jesus Cristo? A palavra apóstolo ἀπόστολος (apostolos) significa: aquele que é enviado em uma missão, um mensageiro ou embaixador. Apóstolo é aquele que vai e lança os fundamentos deixados por Jesus (1 Coríntios 3:10,11). Este termo aparece em primeiro lugar na lista dos cinco ministérios ou funções da igreja registrado em Efésios 4:11 apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres. A intenção de Deus com relação a estes chamados específicos é o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo. (Efésios 4:12,13) Aqui encontramos a resposta pela qual nos tornamos e somos chamados para sermos igreja!
Mas o que fazia de Paulo um apostolo? O que fazia de Paulo um apostolo de Jesus Cristo era o fato dele ter sido chamado pelo o próprio Senhor para cumprir o seu chamado e missão. Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens. Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo. Porque já ouvistes qual foi antigamente a minha conduta no judaísmo, como sobremaneira perseguia a igreja de Deus e a assolava. E na minha nação excedia em judaísmo a muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições de meus pais. Mas, quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou, e me chamou pela sua graça, Revelar seu Filho em mim, para que o pregasse entre os gentios, não consultei a carne nem o sangue, (Gálatas 1:11,16). Sabemos que Jesus escolheu 12 apóstolos. Em Mateus 10:2,4  temos o seguinte registro: Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes: Pedro, André, Tiago, João, Filipe, Bartolomeu, Tomé, Mateus, Tiago, Tadeu, Simão e Judas Iscariotes, aquele que o traiu.
Quando Judas enforcou-se (Mateus 27:5; Atos 1:18) fora então substituído por Matias (Atos 1:22,26) Tanto Paulo quanto os dozes citados acima se tornaram apóstolos de Cristo por terem sido chamados e escolhidos diretamente por Ele. Mas será que além destes apóstolos existiram outros? Dentre os apóstolos de Cristo Paulo é o ultimo. Porém no Novo Testamento o titulo de apóstolo é atribuído a outras pessoas que não faziam parte do ciclo intimo dos doze. Vejamos alguns: Barnabé: (Atos 14:14)  Silas e Timóteo: (1 Tessalonicenses 2:6) E provavelmente Andrônico e Júnias: (Romanos 16:7). Outro fato interessante apresentado por Paulo no inicio de sua epistola é que ele fora chamado apostolo:
II- PELA VONTADE DE DEUS
1 Coríntios 15:9,10 Porque eu sou o menor dos apóstolos, que não sou digno de ser chamado apóstolo, pois que persegui a igreja de Deus. 10 Mas pela graça de Deus sou o que sou; e a sua graça para comigo não foi vã, antes trabalhei muito mais do que todos eles; todavia não eu, mas a graça de Deus, que está comigo.
Paulo deixa claro que fora vocacionado e chamado por Deus, para este ministério. Não foi por sua própria vontade, não foi à igreja que o chamou, muito menos uma alto declaração. Ele deixa claro que o seu chamado foi segundo a soberania de Deus. Ele expõe isso muito explicitamente na Epístola aos Gálatas, onde diz: “... quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou”. Agora que sabemos sobre este remetente podemos partir para o destinatário. Paulo endereça esta maravilhosa carta:
III- AOS SANTOS QUE ESTÃO EM ÉFESO, E FIÉIS EM CRISTO JESUS
Como em todos os escritos de Paulo “aos Santos” (ἅγιος, hagios): Traz um sentido de que todos aqueles que fazem parte do corpo de Cristo que é a igreja são santos. Santos aqui não representa um titulo meramente religioso, mas fala de pessoas que foram separadas e consagradas para Deus. O que nos torna Santos é o fato de estarmos ligados, firmados e fundamentados em Deus através de Cristo Jesus, pelo o poder da doce presença do seu Espírito Santo habitando em nós. (Mateus 7:6; Lucas 2:23; Atos 3:21; 9,13; Romanos 11:16; Efésios 3:5; 1 Pedro 1:16; 2:5; 2:9; 1 João 3:1,2). Sendo assim nos tornamos santos através da salvação que recebemos de Deus. Paulo também usa o adjetivo fiel que no grego é (πιστός, pistos) que significa: confiável”, e “digno de confiança”. Está palavra é aplicada a todo aquele que nasceu de novo, ou que se converteu a fé cristã. Paulo admoesta Timóteo a ser o exemplo dos fieis (1 Timóteo 4:12) Sendo assim esta maravilhosa carta vai além dos seus remetentes originais chegando a nós e nos revelando como vivermos como servos de Deus e igreja gloriosa. Paulo continua sua escrita dizendo:
IV- A VÓS GRAÇA, E PAZ DA PARTE DE DEUS NOSSO PAI E DO SENHOR JESUS CRISTO!
Mas o que vem a ser graça? Graça é algo vindo da parte de Deus. Sendo assim é dádiva divina. A palavra graça na Bíblia apresenta diferentes significados, em um sentido mais simplificado graça representa a salvação, redenção e justificação que recebemos de Deus sem nenhum merecimento através do nosso arrependimento. Neste caso fomos agraciados pela misericórdia de Deus através de Jesus sendo preservados de uma grande dívida que nunca poderíamos amortizar. O termo grego usado por Paulo neste versículo e freqüentemente usado no Novo Testamento para definir “graça” é: (Χάρις, charis) que é o equivalente a palavra hebraica (חסד, chêsêd) que se encontra em Lamentações 3:22. que diz: “As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim;” O novo dicionário Bíblico nos da à seguinte definição: “Graça é tradução preferível a misericórdia porque inclui a ideia do poder divino que equipa o homem a viver uma vida moral.” [2]   Neste caso graça é muito mais do que a simples definição “favor imerecido.” Na verdade o conceito de graça vai muito, além disto. O escritor Arthur W. Pink registrando o comentário de um amigo sobre graça disse: “que graça divina é bem mais do que favor não-merecido. Dar comida a um mendigo que bate a porta é um favor não merecido, mas está longe de ser graça. Suponha-se, porém, que eu alimentasse esse mendigo faminto depois de ter sido assaltado por ele, isto seria graça. A graça, por conseguinte, é um favor demonstrado quando na realidade, há demérito da parte de alguém que recebe.” [3]
Quanto a Paz mencionada por Paulo não é um sentimento que se baseia somente nos momentos de refrigério, tranquilidade e vitórias. Mas vai além até mesmo das adversidades e circunstâncias difíceis, aonde ela parece em si mesma está distante. A paz provém de Deus e é só nEle que podemos encontrá-la  genuinamente.
Concluindo
Nesta primeira mensagem tivemos a oportunidade de entender um pouco sobre a vida de Paulo, o significado do seu apostolado e também sobre a nossa posição em Deus através de Cristo Jesus. Em Cristo temos o Espirito Santo habitando em nós o que nos torna Santos e separados para Deus. Em outras palavras somos Santos em luta constante com o pecado. É através desta comunhão intima com Deus que encontramos graça e paz genuína.


[1] Ary Veloso, Estudo de Efésios.
[2] J. D. Douglas, O Novo Dicionário da Bíblia, Volume I (São Paulo: Edições Vida Nova, 1984) 682
[3] A. W. Pink, Deus é Soberano (São José dos Campos, SP: Editora Fiel, 1997) 26

Serie Efésios



EFÉSIOS UMA INTRODUÇÃO A CARTA DA IGREJA
Texto: Atos 20:17,38 e Efésios 4:4,6 Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação;  Um só SENHOR, uma só fé, um só batismo;  Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós.
David Hale dizia: Se fosse realizada uma eleição para decidir qual seja a maior das cartas de Paulo, Romanos provavelmente seria escolhida; mas, a Epístola aos Efésios seria uma segunda, muito próxima. Esta epístola foi acertada­mente denominada a "Rainha das Epístolas". João Calvino dizia que ela era sua favorita. Quando João Knox estava moribundo, em sua cama, ele frequentemente pedia que os "Sermões Sobre a Carta aos Efésios", de Calvino, fossem lidos para ele. Samuel Coleridge, um grande poeta e filósofo do século passado, chamou-a de a mais divina composição da literatura.[1]
Queridos, tenho o desejo nesta série de estudos compartilhar com vocês a respeito de assuntos que considero importantes e de suma relevância para a nossa vida e caminhada cristã. Através da carta ou epistola de Paulo aos Efésios seremos ricamente abençoados em nossa jornada. Aprenderemos também a servir com mais eficiência no Corpo de Cristo.
Apesar desta carta ter sido escrita aproximadamente em 61 d.C. (ou cerca de 60 a 62 d.C.), ela é muito contemporânea. Éfeso era um importante porto da Ásia Menor, localizado perto da atual Izmir.[2] O mundo naqueles dias era marcado por grande violência, idolatria e perversidade, e a humanidade vivia sem esperança e os seus valores morais e éticos estavam comprometidos (Efésios 2:2) Alguma semelhança com nossos dias?! Esta epistola foi escrita quando Paulo ainda se encontrava preso em Roma vigiado pela a guarda pretoriana, aguardando julgamento (Efésios 3:1; 4:1; 6:20). Paulo neste período estava em uma prisão domiciliar em uma casa que alugara. Em Atos 28:30 vemos este relato: E Paulo ficou dois anos inteiros na sua própria habitação que alugara, e recebia todos quantos vinham vê-lo. É por isto que tanto Efésios como Filipenses, Colossenses e Filemom são chamadas epistolas da prisão. O motivo de nos adentrarmos nesta linda epistola de Paulo é que embora ela tenha sido escrita em uma prisão, ela é uma das cartas mais otimistas, desafiadora e encorajadora já escrita por ele. Em Efésios descobrimos as vantagens a qual temos em Cristo Jesus mesmo vivendo em um mundo tão corrompido, caótico e pecaminoso.
Embora Paulo já tivesse estado em Éfeso antes (Atos 18:21), ele foi ministrar lá pela primeira vez no inverno de 55 d.C. Lá ele ministrou por dois anos inteiros (Atos 19:8,10), desenvolvendo um relacionamento tão profundo com aqueles irmãos que sua mensagem de despedida a eles é uma das passagens mais emocionantes da Bíblia. (Atos 20:17,38).[3]
Com relação ao destino da carta, como vemos no primeiro verso, aos santos que estão em Éfeso. As palavras em Eféso; não são encontradas nos manuscritos antigos. Elas passam a existir a partir do quarto século pela a aceitação anterior. Todos já a classificavam como escrita aos Efésios.
Veremos agora alguns pontos importantes desta carta que nos conduz a entendê-la melhor e a aplica-la em nossos corações. Efésios nos revela:
I- O PROPOSITO DE DEUS PARA VIDA DO HOMEM COMO MEMBRO NO CORPO (IGREJA) ONDE CRISTO É O CABEÇA
Efésios 4:4 Há um só corpo e um só Espírito...
É exatamente por isto que li com vocês o tema central desta carta que está contido em (Efésios 4:4,6) Efésios revela o mistério da igreja como nenhuma outra epístola. A verdadeira igreja é o corpo de Cristo, e os crentes são membros desse corpo sagrado da qual Cristo é o cabeça.[4] A igreja é a nova humanidade de Deus, uma colônia onde o Senhor da história estabeleceu uma amostra da unidade e dignidade renovada da raça humana.[5] Tornamos-nos um quando estamos ligados e vivemos como comunidade. A teoria e o ensino contido nesta carta só se tornam saudáveis e proveitosos quando colocados em pratica e vivenciados em sua plenitude. É por isto que Paulo admoesta os seus leitores dizendo: ROGO-VOS, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados. (Efésios 4:1)
Queridos, os passos básicos de amadurecimento são dados na direção do compromisso da igreja de lutar conta os poderes do mal. Efésios 6:12 Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. O proposito de Deus para a igreja é que ela entenda a sua posição. 1) antes dela ir para a guerra, ela deve andar; e 2) antes de andar, a igreja aprende onde ela está. (a posição do crente, caps 1-3 e a prática do crente caps. 4-6.)
Agora que conhecemos o proposito de Deus para o Corpo de Cristo. Podemos partir por assim dizer para o segundo ponto que se baseia no objetivo de Deus.
II- O OBJETIVO DE DEUS É CONSTRUIR UMA IGREJA MADURA, VOCACIONADA E COMPROMISSADA QUE GLORIFICA SEU SANTO NOME.
Efésios 4:4...como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação.
A igreja proposta pela a Bíblia glorifica a Deus e desfruta da comunhão dos santos. Efésios nos faz entender de forma pratica Hebreus 10:25 que diz: Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia.
Em Efésios 4:12 Paulo nos mostra o objetivo e a função do corpo que é a igreja. Ele nos mostra que a igreja tem responsabilidades dadas por Deus que precisam ser cumpridas. Tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo. O objetivo magnífico está na publicação do compromisso de Jesus de construir uma igreja gloriosa, madura e de um ministério “sem mácula, nem ruga.”[6] Efésios 5:27  Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. Na epístola de Paulo aos Efésios a palavra Glória ocorre oito vezes e refere-se à grande excelência de Deus, sua sabedoria e seu poder. Paulo quando escreveu está epistola tinha como intenção que ela fosse lida em várias congregações. Em Colossenses 4:16 ele diz: E, quando esta epístola tiver sido lida entre vós, fazei que também o seja na igreja dos laodicenses, e a que veio de Laodicéia lede-a vós também.
Efésios nos revela as bases do cristianismo através da vida de Paulo. 1) Uma fé centrada unicamente em Cristo. 2) Fortalecê-los com a Graça de Deus, a fim de que como igreja eles pudessem ser fonte de bênção para o mundo. 3) E finalmente prepará-los para permanecer unidos frente aos ataques externos e distorções internas.[7]
É impossível viver o cristianismo fora dos padrões que estão contidos na comunhão do Corpo. É muito importante como igreja entendermos que a nossa unidade expressa o Cristo revelado. Através desta epistola Paulo nos conduz a esta revelação. Como igreja de Cristo temos a oportunidade de vivenciar três pontos que se ligam. 1) Nossa posição em Cristo (Doutrina): Nele Fomos Eleitos, Aproximados e Vocacionados. 2) Nosso caminhar em Cristo (Deveres): Nele Devemos ser Obedientes, Submissos e Fortalecidos. 3) Nossa defesa em Cristo: Nele somos Revestidos com Armadura de Deus.[8]
III- A IGREJA EXPRESSADA POR PAULO É FUNDAMENTADA EM UNIDADE E EXPRESSA DE FORMA DINAMICA SEU CHAMADO ATRAVÉS DO CRISTO REVELADO. Efésios 4:5 Um só SENHOR, uma só fé, um só batismo.
Efésios foi chamado de “Os Alpes do NT”, “O grande Cânon da Escritura” e “O ápice real das Epístolas”, não somente por seu grande tema, mas devido à majestade do Cristo revelado aqui. Cap. 1: Ele é o redentor (1:7), aquele em quem e por quem a história será definitivamente consumida (1:10); e ele é o Senhor ressuscitado que não apenas ressuscitou dos mortos e do inferno, mas que reina como Rei, derramando sua vida através de seu corpo, a igreja— a expressão atual dele mesmo na Terra (1:15,23). Cap. 2: Ele é o pacificador que reconciliou o homem com Deus e que também torna possível a reconciliação entre os homens (2:11-18); e ele é a “principal pedra da esquina” do novo templo, que consiste de seu próprio povo sendo habitado pelo próprio Deus (2:19-22). Cap. 3: Ele é o tesouro em que são encontradas as riquezas inescrutáveis da vida (3:8); e ele é o que habita nos corações humanos, garantindo-nos o amor de Deus (3:17-19); e ele é o vencedor que acabou com a capacidade do inferno de manter a humanidade cativa (4:8-19). Cap. 5: Ele é o marido modelo, dando-se sem egoísmo para realçar sua noiva— sua igreja (5:25-27, 32). Cap.6: Ele é o Senhor, poderoso na batalha, o recurso de força para seu povo enquanto eles se armam para a batalha espiritual (6:10).
IV- A IGREJA EXPRESSADA POR PAULO É MOVIDA PELO O PODER E A UNÇÃO DO ESPIRITO SANTO
Efésios 4:6 Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós. Só existe uma única possibilidade de entendermos este verso em sua plenitude. A possibilidade é esta: Termos o Espirito Santo de Deus habitando em nós. Sermos cheios do Espirito. E demonstrarmos a unidade do Espirito ao mundo. Paulo expressa o mover e a ação do Espirito Santo de forma muito clara aos leitores desta carta.
O Espirito Santo é revelado em um ministério bastante amplo e através do crente. Em 1:13, Ele é o selador, autorizando o crente a representar Cristo; em 1:17 e 3:5, Ele é o revelador, iluminando o coração para aprender o propósito de Deus; em 3:16, Ele é o doador, a quem Cristo dá força; em 4:3, Ele é o Espírito da unidade, desejando sustentar a ligação de paz no corpo de Cristo; em 4:30, Ele é o Espírito de santidade, que pode se entristecer por insistência de ocupações carnais; em 5:18, Ele é a fonte através da qual todos deve ser continuamente cheios; em 6:17,18. Ele é que dá a Palavra como espada para uma batalha e o assistente celeste que nos foi concedido para nos ajudar a orar e a intervir até que obtenhamos a vitória.[9]
CONCLUINDO
Efésios nos revela: O PROPOSITO DE DEUS PARA VIDA DO HOMEM COMO MEMBRO NO CORPO (IGREJA) ONDE CRISTO É O CABEÇA;
nos revela também que o: O OBJETIVO DE DEUS É CONSTRUIR UMA IGREJA MADURA, VOCACIONADA E COMPROMISSADA QUE GLORIFICA SEU SANTO NOME.
A IGREJA EXPRESSADA POR PAULO É FUNDAMENTADA EM UNIDADE E EXPRESSA DE FORMA DINAMICA SEU CHAMADO ATRAVÉS DO CRISTO REVELADO.
E finalmente: A IGREJA EXPRESSADA POR PAULO É MOVIDA PELO O PODER E A UNÇÃO DO ESPIRITO SANTO 

[1] Broadus David Hale, Introdução do Novo Testamento, 191
[2] Biblia Plenitude,1228
[3] Biblia Plenitude,1228
[4] Biblia Plenitude,1228
[5] Biblia de Genebra, 1399
[6] Bíblia Plenitude,1228
[7] Ary Veloso, Estudo de Efésios, pag.1
[8] Ary Veloso, Estudo de Efésios, pag.2
[9] Bíblia Plenitude, 1228

Wellington & Silvia Costa

Wellington & Silvia Costa

Total de visualizações de página