VOZES & DOSES

VOZES & DOSES
Olá graça e paz! O Vozes & Doses é um blog sem fins lucrativos que visa o aperfeiçoamento e edificação dos seus leitores e seguidores. O intuito primário deste site é apregoar e ministrar o evangelho ensinado por Cristo Jesus de forma simples e séria. O Vozes & Doses serve também como ferramenta de ajuda homilética e hermenêutica para pastores e professores. Sendo assim seja muito bem vindo e desfrute ao máximo das mensagens e devocionais aqui contidos. Grande abraço e que Deus te abençoe ricamente. Wellington R Costa (Editor do Vozes & Doses)

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

VENCENDO A LÍNGUA QUE PROLIFERA A MALDADE NO CORPO




Tiago 3:8,10 “Mas nenhum homem pode domar a língua. É um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal. Com ela bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim.”

A língua é um órgão pequeno e frágil capaz de proferir bênçãos e maldições. Muitas das vezes se é possível conhecer e discernir uma pessoa através do que ela profere. Jesus disse: Raça de víboras, como podeis vós dizer boas coisas, sendo maus? Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca.” (Mateus 12:34) Jesus disse isto em repreensão aos fariseus que diga-se de passagem eram considerados separados, mestres que carregavam as credenciais para propagarem e serem exemplos do amor de Deus. Infelizmente hoje existem muitas pessoas assim. Pessoas que deveriam proferir o amor, a justiça, a esperança e as virtudes do Pai, mas que preferem usar este pequeno órgão a serviço do diabo. Pessoas amargas que vivem um cristianismo medíocre, e transferem tudo aquilo que vivem para a vida dos pequeninos. Estes são fermentos que levedam a massa, trazem divisões ao corpo, magoam as pessoas e mais do que isto conseguem fazer com que muitos se pareçam com eles. Com relação a estes Jesus continuou a dizer: “O homem bom tira boas coisas do bom tesouro do seu coração, e o homem mau do mau tesouro tira coisas más. Mas eu vos digo que de toda a palavra ociosa que os homens disserem hão de dar conta no dia do juízo. Porque por tuas palavras serás justificado, e por tuas palavras serás condenado.” (Mateus 12:35,37) Sendo assim vejamos então o que Tiago nos ensina com relação a domesticar e domar este órgão tão pequeno em tamanho mas grande em causar tanto benção quanto maldição, morte e vida (Provérbios 18:21).
I-TIAGO NOS ENSINA QUE DEVEMOS COLOCAR FREIO NA NOSSA LINGUA (VS 1 A 5)
Colocar freios aqui traz o sentido de ter domínio. É governar a língua para que ela não solte palavras torpes e sórdidas ao ar. Tiago nos deixa alguns exemplos: O freio na boca de um cavalo é capaz de controlar todo o seu corpo (3) O mesmo acontece com o leme que mesmo pequeno tem o poder de controlar e governar um grande navio (4) Uma língua desenfreada é como uma pequena fagulha de fogo que pode incendiar uma grande floresta (5). O apostolo Paulo disse: Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós. Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.” (Efésios 4:31,32)
II- TIAGO NOS ENSINA QUE UMA LÍNGUA DESGOVERNADA É INFLAMADA PELO O INFERNO (VS 6 A 11)
A língua mal é governada pelo o diabo e é por isto que quando falamos a respeito de batalha espiritual e de como vencer os inimigos da alma não podemos de forma nenhuma deixar de tocar neste assunto tão sério. Uma língua indomável traz muitos danos à vida humana. Com relação a isto Tiago disse: “A língua também é um fogo; como mundo de iniqüidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno.” (Tiago 3:6) Queridos irmãos devemos tomar muito cuidado com o poder da língua. Tiago continua em seu uso de paralelismos dizendo da dificuldade que se tem em domar uma língua peçonhenta e mortal. Ele diz que com a língua se abençoa e amaldiçoa e que não se pode sair água doce e amarga de uma mesma fonte. Talvez domar a língua seja algo impossível para o homem, mas para Deus não existe impossíveis (Lucas 1:37). O salmista disse: “Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará.” (Salmo 37:5) Se você tem vivido o drama da língua, lance ela aos pés da cruz. E não de brechas ao inimigo.
III- TIAGO NOS ENSINA QUE A INVEJA E O SENTIMENTO FACCIOSO SÃO ATITUDES MUNDANAS E DIABÓLICAS (VS 12 A 16)
Infelizmente as pessoas que alimentam seus corações com a amarga inveja e possuem sentimentos facciosos, colocam de lado a sabedoria de Deus assumindo posturas mentirosas diante dEle, diante da Igreja e o pior diante delas mesmas.  Tiago nos ensina que pelo o bom trato devemos mostras nossas obras em mansidão de sabedoria, e que o oposto a isto é terreno, animal e diabólico. “Porque onde há inveja e espírito faccioso aí há perturbação e toda a obra perversa.” (Tiago 3:16) Finalmente Tiago nos ensina que:
IV- SOMOS CURADOS QUANDO BUSCAMOS A SABEDORIA DO ALTO (VS 17 A 18)
Tiago diz: “Mas a sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia. Ora, o fruto da justiça semeia-se na paz, para os que exercitam a paz.” (Tiago 3:17,18) A sabedoria apresentada por Tiago é o fruto de uma vida liberta, lavada e remida pelo o sangue do cordeiro. A sabedoria do alto se torna vivifica e pratica em nossas vidas quando nós deixamos de lado a nossa velha natureza pecaminosa dando lugar ao novo que é o enchimento do Espírito Santo (Efésios 5:18;). Devemos buscar o pleno conhecimento no Senhor. Oseías disse: “Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao SENHOR; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra.” (Oseías 6:3) Sendo assim ore, jejue e viva a plenitude do Pai, deixa de lado a maledicência, a inveja, a amargura, o desejo faccioso, o ódio, o rancor, e se encha da sabedoria do alto. “E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte... Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.” (Tiago 1:5,6 e 17)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Wellington & Silvia Costa

Wellington & Silvia Costa

Total de visualizações de página