VOZES & DOSES

VOZES & DOSES
Olá graça e paz! O Vozes & Doses é um blog sem fins lucrativos que visa o aperfeiçoamento e edificação dos seus leitores e seguidores. O intuito primário deste site é apregoar e ministrar o evangelho ensinado por Cristo Jesus de forma simples e séria. O Vozes & Doses serve também como ferramenta de ajuda homilética e hermenêutica para pastores e professores. Sendo assim seja muito bem vindo e desfrute ao máximo das mensagens e devocionais aqui contidos. Grande abraço e que Deus te abençoe ricamente. Wellington R Costa (Editor do Vozes & Doses)

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

O MISTÉRIO DA UNIDADE DO CORPO

Texto: Efésios 3:1,13
Paulo inicia o capitulo 3 apresentando uma conjunção conclusiva POR esta causa. Assim como ele fez nos capítulos anteriores ele tem a intenção de ligar o que vai dizer agora com aquilo que havia dito antes no capitulo 1 e 2. Paulo inicia sua escrita apresentando seu chamado, sua missão e a causa da sua prisão (v.1). 1) Ele é um prisioneiro de Cristo: Sabemos que esta epistola foi escrita quando Paulo ainda se encontrava preso em Roma em uma prisão domiciliar, vigiado pela a guarda pretoriana, aguardando julgamento (Efésios 3:1; 4:1; 6:20). Paulo está preso por causa da pregação do evangelho (sob a autoridade do imperador Nero).  Contudo ele se considera prisioneiro de Cristo e não de Roma.  Mostrando com isso que Deus tinha o controle pleno de sua vida.  Em Atos 28:30 diz: E Paulo ficou dois anos inteiros na sua própria habitação que alugara, e recebia todos quantos vinham vê-lo. É por isto que tanto Efésios como Filipenses, Colossenses e Filemom são chamadas epistolas da prisão. Paulo também diz: 2) Preso por vós gentios: Paulo passa quase todo o seu ministério anunciando o Evangelho de Cristo ao povo não-judeu (v. 2). Devemos salientar também que isto se da ao fato do seu chamado especial.  O próprio Senhor Jesus disse a ele: Eu te pus para luz dos gentios, A fim de que sejas para salvação até os confins da terra. (Atos 13:47; veja também Atos 9:15; 21:21 e 26:17) Paulo segue seu raciocínio no verso 3 falando a respeito de um MISTÉRIO MANIFESTADO PELA REVELAÇÃO Como me foi este mistério manifestado pela revelação, como antes um pouco vos escrevi; (Efésios 3:3)
Sempre que vemos a palavra mistério em algum lugar já ficamos logo curiosos. Existem aqueles que não saem de casa sem ler o horoscopo.
A palavra Mistério aqui apresenta um sentido diferente do seu significado nos dias de hoje. Mistério aqui não significa algo obscuro ou enigmático, mas um segredo que ainda vai ser revelado ou contado.  Em outras palavras á medida que o tempo vai passando Deus vai revelando seus mistérios ao seu povo tanto acerca dEle mesmo quanto acerca de sua obra. Por exemplo: 1) Deus nos revelou há muito tempo atrás na época dos profetas. Que a descendência de Abraão seria incontável, tão numerosa quanto às estrelas do céu e o pó da terra. Genesis 17:4 Quanto a mim, eis a minha aliança contigo: serás o pai de muitas nações. A própria revelação de Deus a Abraão já era uma pista grandiosa do que viria no futuro através de Jesus Cristo. 2) A Moisés, Isaias, Daniel, Ezequiel e tantos outros personagens do A.T., Deus revelou que chegaria um tempo que Ele enviaria a terra o Messias. Deus sempre deixou dicas e pistas de grandes mistérios antes mesmo que estes fossem revelados. Portanto é a Paulo que Deus apresenta o maior de todos os mistérios! A união de todos os povos em Cristo. PAULO É QUEM REVELA O MISTÉRIO ANTES ESCONDIDO. O MISTÉRIO DA UNIDADE DO CORPO! Ele inicia falando sobre:
I- A GRAÇA E A EXPANSÃO DO REINO DE DEUS A TODOS O POVOS
Efésios 3:4,5  Por isso, quando ledes, podeis perceber a minha compreensão do mistério de Cristo, O qual noutros séculos não foi manifestado aos filhos dos homens, como agora tem sido revelado pelo Espírito aos seus santos apóstolos e profetas;
É neste momento que Paulo fala do mistério de Deus. Ele revela a igreja estabelecida em Éfeso que diante de Deus todos são iguais. Que diante do Pai não havia mais judeu ou gentio, mas que todos eram um em Cristo Jesus.
Isaías havia falado um pouco sobre isto. Isaias 19:25 Porque o SENHOR dos Exércitos os abençoará, dizendo: Bendito seja o Egito, meu povo, e a Assíria, obra de minhas mãos, e Israel, minha herança. Em Gênesis 14, vemos um Rei que era servo do Deus altíssimo antes mesmo de existir povo Judeu, nação de Israel, ou qualquer coisa do tipo. Ou seja, Deus já estava mostrando que Ele tinha os gentios em mente desde o início. 
Jesus chegou a dizer a um centurião romano em Mateus 8:10,11, que não havia visto fé como a dele nem mesmo em Israel. Em Atos 10:9,16, Deus mostra a Pedro um lençol que era baixado a terra pelas quatro pontas e neste lençol estava vários tipos de animais considerados impuros pelos Judeus.  Deus manda Pedro matar e comer os animais.  Ele, contudo como um bom Judeu não aceitou fazer isto.  Deus então falou, “Ao que Deus purificou não consideres comum.” Discernindo e reconhecendo a visão como vinda de Deus, Pedro diz: “Reconheço, por verdade, que Deus não faz acepção de pessoas; pelo contrário, em qualquer nação, aquele que o teme e faz o que é justo lhe é aceitável.” (Atos 10:34,35) Apesar de Deus revelar este mistério a tantas pessoas podemos perceber claramente que ele se completa no ministério de Paulo. É ele que diz que Judeus e Gentios são um em Cristo. Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. (Gálatas 3:28) Outra verdade linda é que:
II- O EVANGELHO QUANDO LIDO E VIVIDO, REVELA AS RIQUEZAS INSONDÁVEIS DE DEUS. Efésios 3:6,8 A saber, que os gentios são co-herdeiros, e de um mesmo corpo, e participantes da promessa em Cristo pelo evangelho; Do qual fui feito ministro, pelo dom da graça de Deus, que me foi dado segundo a operação do seu poder. A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar entre os gentios, por meio do evangelho, as riquezas incompreensíveis de Cristo.
Não existe nada mais vital e precioso para a vida da igreja do que a comunhão com a Palavra de Deus. É através da Bíblia que descobrimos que a Mensagem central do Evangelho é a unidade mediante a fé em Cristo. Em João 17 Jesus ora ao Pai dizendo, “Pai santo, guarda-os em teu nome, que me deste, para que eles sejam um, assim como nós somos um” (João 17:11)  Paulo nos revela que o mistério é: No corpo de Cristo, todos são co-herdeiros, participantes e membros.
Os Judeus já sabiam que um dia Deus iria salvar os Gentios, agora, ser um com eles era outra coisa. Para os Judeus a salvação dos Gentios não implicaria a unidade, mas sim, controle e tolerância. Ou seja, para os Judeus aqueles que se convertessem a Cristo seriam tolerados na comunidade, contudo sempre debaixo da liderança deles. 
É por isto que Paulo repreende a Pedro na carta aos Gálatas. A repreensão veio justamente por causa da divisão entre judeus e gentios que estava sendo criada na comunidade cristã do primeiro século. Gálatas 2:11,15 E, chegando Pedro à Antioquia, lhe resisti na cara, porque era repreensível. Porque, antes que alguns tivessem chegado da parte de Tiago, comia com os gentios; mas, depois que chegaram, se foi retirando, e se apartou deles, temendo os que eram da circuncisão. E os outros judeus também dissimulavam com ele, de maneira que até Barnabé se deixou levar pela sua dissimulação. Mas, quando vi que não andavam bem e direitamente conforme a verdade do evangelho, disse a Pedro na presença de todos: Se tu, sendo judeu, vives como os gentios, e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus?
Não é a toa que o livro de Gálatas foi escrito. Ele nos mostra que os Judeus eram iguais aos Gentios e não superiores. Outro fator lindo do capitulo 3 é que:
III- O PROPOSITO DE DEUS E SUA MULTIFORME SABEDORIA É REVELADA TANTO A IGREJA QUANTO AOS ANJOS
Efésios 3:9,11 E demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério, que desde os séculos esteve oculto em Deus, que tudo criou por meio de Jesus Cristo; Para que agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nos céus, Segundo o eterno propósito que fez em Cristo Jesus nosso Senhor.
Paulo está dizendo aqui que todos nós somos mordomos dos mistérios de Deus. Você e eu! Nós recebemos o evangelho, que nos permite resolver o enigma da nossa existência. Esta responsabilidade foi dada a nós por Deus, e Ele quer que transmitamos esse segredo para todos aqueles que estão ao nosso redor. A palavra “multiforme” literalmente significa “multicolorido”. Desta forma a igreja, como uma comunidade multirracial e multicultural, é como uma magnífica pintura, uma “obra de arte”, com sua infinita diversidade que resplandece a beleza da sabedoria de Deus.
 A razão de sermos igreja não é somente para salvarmos pessoas e levá-las a um conhecimento de Cristo.  Isto é consequência do trabalho de Deus em nossas vidas.  Isto nos beneficia eternamente. Contudo outra razão da igreja existir é para que os anjos vejam a sabedoria de Deus manifestada através dela e glorifiquem a Ele nos céus. John Macarthur disse: “Os anjos podem ver o poder de Deus na criação. Os anjos podem ver a ira de Deus no Monte Sinai. Os anjos podem ver o amor de Deus no Calvário, mas Deus diz que eles irão ver a Sua sabedoria na igreja.” Sendo assim:
IV- DEVEMOS CAMINHAR COM OUSADIA NA PROPAGAÇÃO DO EVANGELHO MEDIANTE A FÉ NELE. Efésios 3:12 No qual temos ousadia e acesso com confiança, pela nossa fé nele.
Não há unidade sem a pregação, e não há pregação sem pregadores, e não há pregadores perfeitos. A verdadeira unidade de classes, de raças, de povos, de nacionalidades, e tudo o mais que possa existir neste mundo só é possível em Cristo Jesus.  Só a propagação do evangelho tem o poder pratico de possibilitar com que as pessoas conheçam a Cristo. O mundo está dividido.  E quanto mais o tempo passa mais dividido fica.  Somente a igreja tem a mensagem que pode unir o mundo.  Esta união não é utópica, mas real.  Ela não está centrada em uma ideologia, mas em uma pessoa, Jesus.  A salvação é para todos e nós somos os porta-vozes desta salvação. Não importa em que nível de relacionamento com Cristo você está.  Se você permitir, Cristo te usará grandemente para a glória do nome dEle e para a unidade da igreja.
É esse Deus gracioso que uni povos de todas as raças fazendo deles uma só nação, santa, separada, e remida pelo o sangue do cordeiro. É este mistério que outrora era oculto que Paulo está revelando a igreja! E é esta igreja que unida demonstra a sabedoria de Deus para os anjos e os demônios. Por isto não se enganem!  O mundo espiritual nos assiste!  E eles sabem quem é e quem não é a igreja do Senhor.  A igreja verdadeira reflete a sabedoria genuína do nosso Deus e tudo isto é revertido em glórias para Ele mesmo. 
CONCLUSÃO:
Efésios 3:13 Portanto, vos peço que não desfaleçais nas minhas tribulações por vós, que são a vossa glória. Paulo encerra como começou, falando sobre sua prisão e seus sofrimentos.  Ele admoesta a igreja em Éfeso a ficar firme. E que eles olhem para o seu sofrimento como algo que glorifica ao Senhor. Ele pede que aqueles irmãos se orgulhem do que ele esta passando. Pois todo aquele sofrimento testificava da mensagem do Evangelho.  Se o Evangelho falava que o crente iria padecer sofrimentos, então, Paulo era a indicação viva da verdade do Evangelho.  Contudo, ao invés de se desesperar, amaldiçoar a Deus e viver em depressão, Paulo pensava na igreja, orava pela igreja, ensinava a igreja.  Ele estava preso, mas as revelações de Deus não paravam de vir até ele e dele passar para as igrejas através de cartas.  E mesmo preso Paulo promovia a unidade da igreja e era um porta voz de Deus aos povos. [1]


[1] Adaptado do estudo de efésios do pastor Ary Veloso, Comentário Judaico do Novo Testamento de David Stern, Bíblias Plenitude, Anotada com comentário de Charles C. Ryrie e John MacArthur Study Bible. Citações também tiradas do texto de Rodrigo Serrão Jesus, O Mistério da Unidade;
http://sermons.logos.com/submissions

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Wellington & Silvia Costa

Wellington & Silvia Costa

Total de visualizações de página